segunda-feira, 14 de maio de 2012

O Pior dia da minha Vida


Quinta-feira, 23 de fevereiro. tudo estava perfeito ou parecia né ? A Madrinha dela veio para minha casa para irmos todos á roça, lá tinha rio para as crianças brincarem, agente fazia comida caipira, todos nós estavámos felizes. Principalmente ela, pois la tinha muitas crianças para brincar. Esse dia foi maravilhoso, ela se divertiu o máximo. Ao entardecer fomos para casa todos cançados, a madrinha dormiu em minha casa para ir embora no dia seguinte, mas resolveu ficar para ir novamente á roça. Umas 10 horas da manhã, estava um sol tão quente, pois nesse dia não fomos de carro como no dia anterior, fomos a pé. A Neta da Madrinha dela que era mais velha foi o tempo todo reclamando que estava cansada e ela contente por estar indo novamente para a roça com a familía respondeu: "Eu nem estou cansada", quando chegamos lá ficamos um pouco e resolvemos voltar para ir na casa de um outro parente, fomos ao local mais não havia ninguém. Voltamos, ao voltar fomos na casa de um outro parente, lá ela ficou com a madrinha pois gostava muito e eu fui para a roça sozinha, pouco depois todos chegaram... ela aquela alegria correu logo para a água, como todas as crianças que estava lá. às 16 horas ela veio chorando e reclamando que tinha entrado água em seu ouvido abusou um pouquinho e logo foi para os braços da madrinha, mesmo assim senti ela enjoada e mandei ela para casa com meu filho mais velho, pois fiquei para fazer uns quitutes. Quando cheguei na casa de minha mãe ela estava lá, peguei ela, coloquei no carro e á levei para casa. Chegando em casa dei banho, comida, ela ainda brincou um pouco e foi dormir logo em seguida. No sabádo ela acordou umas 4 da manhã e queria ir dormir com a madrinha dela e eu não deixei, pois meu filho saiu de casa cedo e eu fui levar ele, agaselhei ela e á levei comigo. ao chegar lá senti que ela estava meio febril, pedi a minha tia uma dose de dipirona e logo voltamos para casa, chegando em casa ela voltou a dormir. sai um pouco mas logo voltei, ela passou o sabádo toda enjoada á noite fui olhar seu ouvido e tinha uma secresçãozinha. No domingo, logo cedo levei ela ao médico, ela foi examinada e o médico passou uma injeção para febre e um anti-biótico. No momento não comprei, porque não havia fármacias abertas. Saindo do hospital perguntei se ela queria ir para a casa da madrinha, mais ela não quis, chamei para ir para a casa da tia e ela novamente se recusou a ir. Perguntei para onde ela queria ir e ela respondeu que queria ir para a praia, onde se encontrava meus filhos que trabalhavam. fiz a vontade dela, pois fazia todas suas vontades mesmo ! Lá ela ficou na sombra, tomou suco, comeu um pedacinho de biscoito, deitou num lençol que minha filha forrou embaixo de um coqueiro, ficou ouvindo musica no celular da irmã mais velha. Voltando para casa, passei numa farmácia, comprei os remédios que o médico receitou, agitei e logo dei para ela no carro mesmo. Assim que tomou o remédio deitou em meu colo com as pernas na irmã. Chegando em casa, dei banho nela e a coloquei para dormir, pois não quis comer nada, então deitei e cochilei com ela. Logo acordamos e vi ela muito pálida, tentei dar comida para ela, mas ela não quis... jogou a comida pra lá e disse que ia morrer. Levei-la para o hospital chegando lá, relatei tudo para a médica que pediu para a enfermeira aplicar um soro e deixá-la em observação, Ao primeiro soro ela reagiu bem, mas no segundo a barriguinha dela começou a crescer. Falei para a enfermeira, Mas a enfermeira falou que ela não tinha nada, que estava apenas com fome. Desci para minha casa, chamei minha mãe, quando minha mãe olhou para ela disse que ela estava mal, então voltamos para o hospital, chegando lá um novo médico a medicou e a transferiu para um outro hospital. Chegando no outro hospital ja foi para a máscara de oxigênio e 45 minutos depois, presenciei minha filha morrendo e não pude fazer nada . Esse sem dúvida alguma, foi o pior dia da minha vida !

11 comentários:

tania disse...

Deixe seus comentario pois precisso dividi essa dor.

Kathia Porto disse...

Amiga sinto muito pelo sua anjinha Thayla.
Flor sinto seu desespero sua dor...perde um filho é perdemos uma parte de nos...é acreditar que a vida acabou que Deus nós puniu... mais não amiga!! a missão de nossas anjinhas era viver somente esse tempo sei que isso não conforta o coração pois sou mãe de um anjo... mais se não pesarmos desse jeito vamos viver o resto da vida no poço...
Acredite amiga não está sozinha nessa caminhada espinhosa... sinta se acolhida por mim e por muitas mães de anjo...sua perda é recente a dor consome a alma o psicológico e o físico tente no momento do desespero chorar e rezar q somente Deus para nos acolher nesse momento...
Que Deus conforte seu coração. Força e fk em paz.Beijos
Com carinho kathia

Ilca Santos disse...

Olá Tania,
Lamento profundamente pela perda de sua linda e querida Thayla, e me solidarizo com você neste momento de profunda dor. Também devolvi à Deus a minha amada filha, posso avaliar o seu sofrimento, perder um filho é a maior dor do mundo, só nós sabemos o quanto dói essa saudade, que aumenta a cada dia que passa. Que Deus possa confortar seu coração, tenha fé! Somente Ele pode nos trazer o consolo e a paz que precisamos.
Força e coragem, querida amiga... estamos juntas nessa árdua caminhada!
Conte sempre comigo, juntas estaremos mais fortalecidas.
Sinta o meu abraço carinhoso e amigo.
Muita luz!

Tânia Lima disse...

Brigada mesmo pela forca. pois estou precisando muito, ainda não entendi o que aconteceu, pq perdi ela, pq ela não teve a dadiva da vida, o que ela fez tão pequena

Rose disse...

Não sei o que dizer, apenas vc pode ver sua filha, tocar nela, viver um tempo com ela. Estamos mjuntas passei por isso dia 25/04/2012, meu filho Davi(natimorto ) com 37 semanas, meu primeiro filho homem, tenho duas meninas...
Desejo que vc sinta-se abraçada por mim.
O que posso dizer força, coragem e vamos vencer, falo vamos por que também preciso de muita luz...
Fique com Deus e em Paz...
Roseméri

Tânia Lima disse...

obrigada amiga, pelas palavras pois estou precisado e quanto a você meus sentimentos estamos juntas nessa luta de sofrimento e dor.

Carmen disse...

OI AMIGA COMO VAI? EU NÃO SEI COMO E O QUE FAÇO AQUI NO BLOG, MAS VISITEI E QUE MENINA LINDA E ALEGRE!!! ME DE MAIS DICAS COMO MEXER AQUI TÁ? BJS

Rose disse...

Bom dia querida Tania,
Não sei qual sua religião, mas seja qual for se possivel leia Apocalipse cap. 13 versiculo 9 até o 11, vc entenderá o proposito de Deus.Falar é fácil;mas precisamos acreditar em algo para podermos superar aos poucos...Hoje quero ver se passo sem chorar pelo oitavo dia desde o acontecido, estou torcendo por vc também...
Que lindinha sua filha, deve estar junto de Deus e dos anjos.
Beijo
Rose

Tânia Lima disse...

Rose amiga, a minha religiao e catolica, mas não vou muito a igreja, não. mas ja li o texto que vc pediu gostei muito amiga ! obrigada. manda teu msn ou face ?

Rose disse...

Oi querida Tania
Saiba que ganhou uma amiga, tambem sou católica e praticante, temos a mesma dor, acredito tambem os mesmos propósitos; viver cada dia de nossas vidas lembrando de nossos anjos.
sabe ainda não consegui ficar o oitavo dia sem chorar, mas vou conseguir se Deus quiser.
Muita luz e paz
meu email e face:
rosemerimelo@hotmail.com

Lígia de Aquino disse...

Tania qrda, sinto mto pelo seu ANJINHO, não tenho palavras que amenizam a sua dor. Sua ferida é mto recente, e ainda q o tempo passe, ela sempre estará lá, naquele mesmo lugar e nos temos q aprender a conviver com esta ferida. Não sei pq amiga fomos escolhidas para serem mães de ANJOS, a unica certeza q tenho é q nossos ANJOS eram tão especiais para DEUS q Ele os tomou para si e hoje eles estão no céu ao lado de JESUS: DEIXAI VIR A MIM OS PEQUENINOS PQ DELES É O REINO DOS CÉUS. Um dia saberemos os designios de DEUS e reencontraremos nossos ANJOS tão amados!!!!
Meu Blog: ressuscitandosonhos.blogspot.com
Beijos qrida, muita paz e serenidade para este coraçãozinho tão ferido.

Postar um comentário

Seguidores